Segue abaixo de forma bem sucinta e primária alguns passos para abrir um e-commerce bem como algumas definições importastes para dar esse “start” na operação:

Faça um plano de ação e defina os seguintes passos:

  • Abra uma empresa; Qualquer contabilidade pode assessorar para essa tarefa.
  • Defina que tipo de produto e público você quer como seus clientes; Pública de massa produtos que tenham alto giro, produtos mais exclusivos designes, enfim esse “desenho” depende muito do que você quer vender e do seu layout no site...
  • Defina a marca “nome slogan” para seu site; Você pode ser intuitivo e criar por sua conta ou procurar uma agencia de designer ou marketing.
  • Procure fornecedores com nomes relevantes para facilitar na campanha orgânica no Google; Exemplo de produtos relevantes são as marcas mais relevantes, Samsung, Ortobom. Essa marca facilita a busca orgânica, porem isso depende muito da estratégia de preço entregas.
  • Defina uma plataforma de e-commerce ou ainda procure uma agencia de e-commerce que irá fornecer essa tecnologia; uma das plataformas mais utilizadas é a Magento de código aberto e com muitos módulos a venda no mercado, sempre ao começar se busca algo mais “fácil” então se a ideia for criar uma plataforma própria (irá dar muito mais liberdade) a sugestão é a Magento. Ou ainda se não quiser nesse primeiro momento se incomodar com plataforma procure uma agencia digital que faz todo esse suporte: Ex: Bizcommerce
  • Defina um bom ERP para efetuar faturamento e controle de estoque; Sim o faturamento e o controle de estoque são coisas primordiais para a sustentabilidade do e-commerce, procure algum software da área ou algo que você consiga customizar para sua necessidade (essa vai surgindo no decorrer da operação) Um software que tem esse viés de customizar é o RZ sistemas (https://www.rzsistemas.com.br/) , porem fique a vontade para escolher o que mais lhe agrada.
  • Defina um bom sistema de gestão de frete para dar acompanhamento em cada passo dos pedidos; esse tipo de sistema que dá suporte geralmente não é algo completo, porém temos um muito bom que utilizamos: data frete, esse software dá suporte tanto para o cliente final com rastreio, ocorrências de entrega e Download de notas ficais.... Como para o lojista auditando os fretes e tabelas de fretes ocorrências de internas com follow-up cliente e lojista: http://www.lucapi.com.br/datafrete-gestao-frete/
  • Defina uma agencia digital ou profissional da área para tratar a campanha da sua loja;

 

A definição do layout é essencial na escolha do público que vocês querem atingir, então temos um layout mais tradicional, topo, pesquisa, filtros nas laterais, no produto fotos descrição e botão compram. Depois temos algo mais exclusivo com layout mais moderno. Cada layout tem um público que irá atingir os tradicionais geralmente atraem um público de massa e no caso da escolha de um layout assim o mix de produtos deve estar alinhado a esse. Os layouts mais modernos não ordenados da forma tradicional, com animações e cores fortes atraem um público que procura algo mais exclusivo e único. Isso não é uma regra porem para ser mais assertiva na montagem da sua loja é uma definição com maior performance padronizar nesta regra acima.

A definição do preço também define muito o público que você vai trazer para a sua loja, faça um memorial de calculo e veja a previsão dos custos e qual tipo de margem você vai praticar nos seus produtos. Muito importante a loja de e-commerce tem como premissa básica sempre ter preços melhores que as lojas físicas mesmo que você defina fazer uma venda exclusiva seu preço deve ser “sempre” menor que das lojas físicas.

A partir dessas definições o seu e-commerce começa a surgir: é muito importante fazer bons cadastros com boas imagens e se possível você mesmo deve tratar as imagens, ou seja, efetuar a foto “limpar” e cadastrar. Um cadastro bem feito gera relevância para os clientes e para o Google. Meta informações bem relevantes e texto de descrição objetivo e claro. Sempre deixe bem transparente o que o produto oferece e o que acompanha. A definição do título deve ser algo bem pensado. Utilizamos sempre o Google Trends (https://trends.google.com.br/trends/?geo=BR) para pesquisar os termos mais relevantes:

 

Exemplo de título: Rack 3 Gavetas Amarelo Pé Luís XV Madeira Rio Negrinho

(O que é – o que compõe – cor se relevante – modelo se relevante – fabricante. Letras maiúsculas e minúsculas)

Explore os termos mais relevantes para o título de seu produto.

 

Apos o site concluído procure parceria em Marketplace, ou seja, insira a loja em Mercado Livre, Amazon, B2W (Você pode usar integradores para usar os cadastros já feitos na sua loja para integrar com essas outras plataformas, Ex: Anymarket) .... Esse é um passo importante para dar uma alavancada nas vendas no começo! Em conjunto a esse deixe bem alinhado o seu mix com a agencia digital para essa fazer uma campanha de Google alinhada ao público. Melhore seu SEO utilize as ferramentas do Google para medir e sempre busque melhor. Otimize a tecnologia para fazer a loja ter melhor performance e ser rápida na abertura das páginas. Entrega, preço e reputação são coisas muito importantes, trabalhe arduamente e com vontade de acertar. Esse mercado é para “fortes”=)

 

A cultura do empreendedor sempre dever estra vinculada na operação. Para um e-commerce dar certo além de todos os passos e dificuldades o empreendedor deve imprimir a sua cultura na operação testando as possibilidades e ajustando ao mercado e as suas definições para um crescimento sustentável.

Boa sorte.