Hoje em dia, é cada vez mais fácil comprar pela internet. E como saber se a pessoa que está comprando por trás da tela do computador é a mesma responsável pelo cartão de crédito utilizado na compra? As compras pela internet é de inteira responsabilidade do lojista, após a transação ser autorizada pela operadora de cartão de crédito, a compra passa por uma análise interna ou terceirizada de responsabilidade do lojista para verificação dos dados. Nessa análise, geralmente o atendente entra em contato com o cliente e faz à confirmação de alguns dados que foi informado no momento do cadastro e pagamento, para confirmar esses dados e comprovar a autenticidade da compra, o atendente também solicita ao cliente o envio de alguns comprovantes, como por exemplo: Cópia da fatura de cartão de crédito utilizado na compra (somente a parte do cabeçalho), RG e Comprovante de Residência. Essa análise feita pelo lojista é para prevenir futuras fraudes e também proteger a integridade do titular do cartão de crédito, tudo tendo em vista a segurança de ambas as partes. Dicas em prevenção de fraudes 1. E-mail de provedores Gratuitos: Este é o primeiro sinal de uma compra fraudulenta. Fraudadores criam e-mails fictícios minutos antes de realizar uma compra pela Internet. A maioria dos provedores de e-mail gratuitos não verifica a identidades dos usuários e qualquer um pode criar um e-mail em questão de minutos. Tenha especial atenção para e-mails @bol.com.br, @yahoo.com.br, @hotmail.com. 2. E-mail diferente do nome do cliente: Esteja atento para e-mails que não tenham relação com o nome da pessoa. Por exemplo, o nome do cliente é Mario Seixas e o e-mail cadastrado é darth@bol.com.br. E-mail comuns costumam ser da forma mseixas@bol.com.br ou ainda seixas2004@bol.com.br. 3. Senhas muito simples: Senhas desleixadas são indício de fraudes. Por exemplo, a senha 12345 ou 121212. 4. Endereços de entrega e pagamentos diferentes: Para passar pelos testes de conferência de telefone e endereço fraudadores utilizam dados válidos de uma terceira pessoa como nome, endereço, CPF, telefone. Este roubo de identidade permite que consultas a entidades de proteção ao crédito resultem na aprovação do pedido. Porém, é necessário que a compra seja entregue em outro local, desta forma o fraudador altera o endereço de entrega e pode ainda solicitar entrega para presente, serviço comum em lojas na Internet mesmo que este serviço torne mais caro o envio, afinal de contas ele não pretende pagar de qualquer forma. 5. Pedidos Urgentes: Fique muito atento a pedidos de muita urgência, principalmente se isto significar fretes mais caros. É comum os fraudadores deixarem mensagens de urgência solicitando entrega imediata dos produtos, pois são para presente ou algo semelhante. Alguns chegam a ligar para a loja tentando apressar os pedidos. 6. Alto valor e facilidade de revenda: Atenção dobrada com pedidos de alto valor ou ainda de produtos facilmente vendáveis. É comum os fraudadores estarem interessados em transformar os bens adquiridos ilegalmente em dinheiro. O fato de o cliente ter recentemente realizado um pedido de valor pequeno e o mesmo não ter gerado chargeback não deve ser levado em consideração, pois avisos de chargeback levam em média 2 meses para serem enviados, podendo chegar contratualmente após 1 ano. 7.Múltiplas Tentativas: Fique atento para clientes que realizam múltiplas tentativas com números diferentes de cartão de crédito e mesmo IP. No caso de seu e-Commerce utilizar uma solução de pagamentos terceirizada exija que esta informação esteja disponível. É comum o cliente errar a digitação do número de cartão, data de expiração ou código de segurança uma vez. Múltiplas tentativas devem ser tratadas com cuidado. 8 .Periodicidade das Compras: Esteja atento para a velocidade de compras do cliente. Caso o mesmo fuja do seu padrão de compras é sempre recomendável uma ligação para confirmar que ele realmente fugiu de seu padrão de compra e não foi um elemento mal intencionado que se apossou de seus dados para realizar compras em seu nome. Esteja especialmente atento a compras com intervalos menores de cinco dias entre elas. Tenha cuidado redobrado com pedidos que são feitos imediatamente após um pedido ter sido enviado, clientes raramente realizam um segundo pedido antes de receberem o primeiro. 9. Código de Segurança: Confira sempre o código de segurança presente no verso do cartão de crédito do cliente. Caso sua solução atual não lhe permita esta verificação solicite mesmo assim o código no momento da compra. 10. BIN: É o nome dado aos seis primeiros dígitos do cartão de crédito. Eles determinam o BANCO que emitiu o cartão de crédito. Solicite no momento da compra o Banco Emissor do Cartão de Crédito e confira com os seis primeiros números do cartão fornecidos pelo cliente. Somente alguém que tenha o cartão em mãos saberá o banco emissor. A tabela de conferência do BIN está disponível para consultas por lojistas no site da Rede Card no endereço: www.redecard.com.br e no site da Visanet no endereço www.visanet.com.br 11. CPF ou CNPJ: É possível conferir on-line a situação cadastral do CPF/CNPJ do comprador no site da receita: www.fazenda.receita.gov.br Recomendamos não realizar vendas para CPFs/CNPJs cancelados. Além disso, o site da receita fornece o nome completo da pessoa, tornando possível a conferência destes dados com os cadastrados na loja virtual.