Organicamente e de forma bem amadora, muitas pessoas medem a densidade do colchão na hora da compra apenas sentando ou deitando em cima do produto.

Também é uma boa forma de saber se aquele é o ideal. Afinal é preciso saber se o mesmo vai atender suas demandas de conforto.

Mas, por vezes, é preciso suprir algumas necessidades específicas, como por exemplo questões de saúde.

Pode ser que haja alguma deficiência física ou que a idade do comprador requeira um cuidado maior com sua estrutura óssea e muscular. Ou, simplesmente, as noites de sono estão resultando em dores pelo corpo.

Você acha que está dormindo no colchão ideal para o seu corpo e suas necessidades?

Se quer saber um pouco mais sobre a importância da densidade do colchão, continue a leitura deste artigo. Veja como fazer a escolha da maneira correta.

Você sabe o que é a densidade do colchão de espuma?

A densidade do colchão é um cálculo baseado nas normas da ABNT e Inmetro. Relaciona-se a quantidade de matéria-prima utilizada, no caso a espuma, por metro cúbico.

Basicamente, é o que envolve sua elasticidade e a quantidade de peso que consegue suportar. 

Descubra a densisdade de colchão adequada ao seu biotipo, clique aqui.

Ou seja, é preciso analisar o peso e a altura do usuário, pois o corpo, enquanto deitado, será distribuído ao longo do colchão em diversos pontos.

Esses números precisam ser considerados para extrair a melhor performance possível do produto e também para garantir o máximo de conforto e bem-estar para quem o utiliza.

E não necessariamente um colchão é mais duro porque sua densidade é maior.

A densidade do colchão pode ser dividida em diversos tipos:

  • D18 e D20, ideais para bebês recém-nascidos e pessoas de até 15 kg;
  • D23, para quem possui até 50 kg e 1,70m ou entre 51 e 60 kg e até 1,80m;
  • D26, para pessoas de até 60 kg e 1,70 de altura ou entre 61 e 70 kg com até 1,90m;
  • D28, para quem tem até 60 kg e 1,70m, para quem peso até 80 kg e mede 1,90m ou para as pessoas de até 90 kg que medem acima de 1,90m;
  • D33, para pessoas de até 60 kg de 1,60m de altura, ou até 90 kg e até 1,80m, ou até 100 kg e acima de 1,90m ou, ainda, pensando até 120 kg e medindo mais de 1,90m;
  • D40, pessoas com até 100 kg e 1,80 de altura, ou até 120 kg e 1,90m, ou até 150 kg e acima de 1,90m;
  • D45, para quem possui até 120 kg e 1,70m ou até 150 kg e até 1,90m.

E dentro de cada um dessas densidades, ainda é possível encontrar mais de um tipo de espuma, de acordo com a tecnologia específica e finalidade de cada produto.

 

Aprendendo a escolher

Quando pensar na melhora do seu conforto, relacione isso à densidade do colchão de espuma.

Claro que toda uma tecnologia envolve o produto. É feito por estudiosos justamente para ajudar na melhora da saúde e qualidade de vida de quem o consome.

Porém, não é imprescindível que se saiba tudo sobre o assunto.

Uma boa loja de colchões conta com uma equipe devidamente capacitada para instruir e orientar os clientes para a compra do produto que mais se encaixa às suas necessidades.

E tão importante quanto um profissional que entende do assunto para te ajudar a escolher a densidade do colchão é a procedência e reputação da loja escolhida para a compra.

Além disso, existe uma calculadora que faz o cálculo com base no peso e na altura para descobrir a densidade ideal para cada biotipo. Ou, igualmente eficiente, é se basear na tabela de Biotipo feita pelos Instituto Nacional de Estudos do Repouso (INER).

E se você resolveu fazer isso sem sair de casa, ou seja, comprar pela internet, o cuidado precisa ser redobrado. Afinal, um produto como este requer um investimento considerável e certamente ninguém deseja se vítimas de golpes.

Por isso, pense com calma. Faça pesquisas não só de preço, mas de reputação e, por que não, de atendimento pós compra.

Eventualmente poderá ser necessário contar com assistência técnica. Então é melhor que o próprio estabelecimento possa suprir suas demandas em todas as fases do processo de compra.

E lembre-se: o colchão é um produto com data de validade. Às vezes parece que é o errado para seu corpo, sendo que ele pode apenas estar velho demais.

 

Se você gostou deste artigo e deseja saber mais, entre em contato com a nossa equipe. Tire todas as suas dúvidas sobre densidade do colchão.

Conheça um pouco mais sobre a BV Magazine, Clique aqui. Mantenha-se sempre bem informado assinando gratuitamente nossa newsletter para receber a atualização de conteúdo.